Blog / Eletrodomésticos
Publicado em 24 de julho de 2019

Panelas elétricas: vale a pena investir nessa tecnologia?

panelas elétricas

Os aparelhos elétricos estão dominando as cozinhas dos brasileiros, não só daqueles que passam o dia fora no trabalho, mas também das donas de casa. Hoje em dia é difícil encontrar alguém que dispense o conforto e comodidade de uma panela elétrica, como a famosa airfryer, que já se tornou essencial no dia a dia das famílias. 

Antes mesmo da popularização das panelas elétricas, como a fritadeira, os aparelhos elétricos já ocupavam espaço, um exemplo é o microondas e o forno elétrico. Agora com as panelas ficou tudo ainda mais fácil, prático, econômico, seguro e até saudável. Quer saber quais são os modelos mais famosos e desejados por aqui? Confira na lista:

  • Fritadeira elétrica (airfryer)

É o modelo mais famoso e usado. Tem a função de fritar alimentos como batata, legumes, bolinho de arroz, frango, alimentos empanados, pão de queijo e muito mais. O melhor é que o aparelho frita tudo sem óleo, deixando a refeição mais saudável. 

Para usar não tem segredo, basta colocar o alimento em uma quantidade adequada dentro do recipiente, escolher a temperatura e tempo estimado e deixar fritar. Apesar de não exigir óleo, algumas pessoas preferem colocar uma colher de sopa sobre os alimentos. Para dourar as carnes dos dois lados é uma boa ideia virar uma ou duas vezes.

  • Panela de pressão elétrica

Essa está entrando na lista das queridinhas de quem ama cozinhar feijão mas tem receio da panela de pressão tradicional. Além de segura, pois conta com dispositivos que a impedem de “explodir”, a panela também é perfeita para não deixar o feijão queimar e mantê-lo aquecido depois de pronto. Outros alimentos que podem ser feitos na panela de pressão: carne de panela, sopa, risoto, yakissoba, pudim. 

Seu principal objetivo é cozinhar alimentos que precisam de pressão, mas a panela também funciona sem pressão. Para fazê-la funcionar basta programar a pressão e o tempo, opções disponíveis nos botões. Essa panela não precisa de tanta água quanto as panelas tradicionais e também permite refogar os alimentos antes de cozinhar. 

  • Panela de arroz elétrica

Apesar do nome, a panela de arroz elétrica serve para fazer diversas receitas além do arroz tradicional. Alguns modelos mais modernos oferecem temporizador, aquecedor de comida, botão para cada tipo de prato e visor elétrico. Mas isso não deixa as mais simples para trás, todas tem a função de fazer um arroz soltinho sem passar do ponto e queimar. O que mais pode ser feito na panela de arroz elétrica? Cuscuz, estrogonofe, arroz doce, bolo e muito mais.

Assim como na panela tradicional, é possível refogar o tempero, adicionar o arroz, o sal e a medida de água. Diferente das outras panelas elétricas, nessa não se define o tempo de cozimento. Para saber que o alimento está pronto você deve abaixar o pino quando começar a cozinhar, quando o pino subir é sinal de que a água já secou e o alimento está pronto.

Panelas elétricas gastam muita energia?

A maior preocupação na hora por optar por um equipamento elétrico é o gasto de energia, afinal, será mais um equipamento ligado na tomada. O que você tem que considerar é a frequência que usará a panela, o preço do gás na sua cidade, a quantidade de comida que costuma fazer e o tempo que dispõe para isso.

Para quem busca praticidade as panelas elétricas são perfeitas, evitam que o alimento queime, não dependem de gás para funcionar e às vezes cozinham o alimento mais rápido do que as tradicionais. São extremamente seguras, podem ficar em locais altos e longe das crianças, não precisam de supervisão contínua e liberam uma boca do fogão. 

Dependendo o seu caso pode ser que as panelas elétricas gastem um pouco mais do que as tradicionais, mas os seus benefícios compensam nesse quesito, principalmente nas famílias grandes que precisam fazer uma boa quantidade de comida em pouco tempo. De qualquer forma vale a pena investir nessa tecnologia, carregue ela com você e faça comida sem depender de um fogão e panela tradicional!

 

Casas da Água

Siga-nos no @casasdaagua